Tudo sobre fechamento de arquivos para impressão

Conhecer os procedimentos para fechamento de arquivos é algo fundamental tanto para designers freelancers como para profissionais em agências.

Leia também: Construindo Marcas de Sucesso – Guia Completo.

Ter cuidado antes de enviar arquivos para gráficas mostra não somente que você é um profissional qualificado, como evita problemas e agiliza todo o processo.

Apresentamos abaixo um checklist com dicas e informações importantes para um trabalho eficiente e livre de estresse.

Passo 1: Inserindo Marcas de Corte

Uma das primeiras coisas que você deve fazer é inserir marcas de corte. Com isto, você irá auxiliar o profissional da gráfica a fazer um corte preciso no seu impresso.

    • Insira linhas guia onde você deverá fazer as marcas para o corte. Para isto abra seu arquivo no Illustrator e clique em View> Rulers> Hide Rulers. Clique sobre a régua e arraste a linha até a delimitação. Quando terminar de colocar as linhas, ative o Snap to Point: View> Snap to Point para que as linhas não se desloquem.

    • Com a ferramenta Line Segment Tool (/) insira linhas horizontais e verticais com 0.4 pt de Stroke, para que possam ser visualizadas pelo Gráfico. Utilize a cor de registro nas linhas para que a cor não seja incluída na impressão.

    • Se houver alguma dobra no impresso, insira linhas pontilhadas no lugar exato da dobra. Para isto, ative a caixa Stroke, e clique na ferramenta Dashed Line.

    • Uma dica importante para você evitar problemas de corte é sangrar o layout. Para isto, basta selecionar o vetor ou imagem e expandir até que ultrapasse as linhas e marcas de corte em 3mm.

  • Finalmente, não esqueça de agrupar todas as marcas de corte em uma layer e nomeá-la de maneira facilitada para o profissional da gráfica.

Existe também a possibilidade de você inserir as marcas de corte utilizando as configurações oferecidas pelo Illustrator. Para isto, selecione o menu File e em seguida clique em Print.
Em General, na opção Printer, escolha Adobe PostScript File. Na opção PPD, escolha Adobe PDF 8.0.

  • Selecione a opção Trim Marks, automaticamente as marcas de corte irão aparecer no documento
  • Marque também a opção Use Document Bleed Settings.

Passo 2: Verificando Imagens

Se o documento possuir um grande número de imagens, existem ferramentas no Illustrator que facilitarão seu trabalho de verificação.

  • Lembre-se que todas as imagens do documento deverão estar em formato CMYK.
  • Evite imagens de baixa qualidade no seu projeto. O ideal é usar imagens com 300dpi.
  • Não copie e cole imagens de outros programas como Photoshop ou Corel, pois poderá trazer problemas na hora da impressão.
  • Caso não exista muitas imagens no documento, a melhor maneira de garantir que não ocorra problemas no envio do arquivo, é usar a ferramenta de Embed Image. Isto garante que suas imagens não se percam ou desconfigurem. Selecione Window> Link, o Illustrator abrirá uma caixa com todas as imagens do documento. Clique sobre a imagem, e no canto superior direito, selecione Embed Image na aba.

Passo 3: Formatando Objetos de Texto

Um erro bastante comum, e que normalmente passa despercebido, é o envio de textos sem a devida indicação da fonte. O grande problema é que o responsável por abrir seu documento na gráfica poderá não ter a fonte instalada em seu computador.

  • Se seu documento possuir muitos textos e fontes diferentes, clique em Select> Object> Text Object, todos os textos serão selecionados. Em seguida clique com o botão direito do mouse sobre o documento e selecione Create Outlines.

Passo 4: Ajuste as Cores

Para evitar problemas como gastos desnecessários de cores, a melhor maneira é realizar alguns passos para certificar que tudo o que você deseja seja executado de forma eficiente.

  • Para saber quais cores estão sendo usadas no documento, selecione a aba chamada Swatches Window> Swatches. No canto superior direito clique em Select All Unused, em seguida delete as cores selecionadas.
  • Caso você utilize vernizes, auto-relevo ou qualquer outro tipo de impressão especial, inclua uma página para estes arquivos e utilize apenas uma cor (preto). Especifique também o Pantone, se for utilizado.
  • Quando você utilizar efeitos de transparência ou sombreado em qualquer objeto, converta em bitmap para não haver falhas na impressão.
  • Caso você utilize algum objeto transparente, evite enviar desta maneira, pois poderá ocorrer problemas na definição da cor. Neste caso, selecione os dois objetos e sem seguida clique em Object> Flatten Transparency . Com o Eyedropper Tool (I) encontre e adicione a cor no Swatches.

Uma última dica importante é salvar seu arquivo em várias versões do Illustrator para o caso da gráfica possuir versões diferentes da que você utilizou para a criação do seu layout. Salve também em PDF no caso de impressões digitais simplificadas.

Esperamos ter ajudado você com este tutorial simples e fundamental para uma trabalho profissional. Convidamos você a fazer críticas ou sugestões para que possamos melhorar constantemente nossos artigos.